E a mediação?

Eu já falei aqui do quanto meditar é importante mim, mas assumo que ando furando horrores o processo. Nesses meses de turbilhão eu larguei, voltei, larguei de novo, tentei com mais afinco e larguei mais uma vezinha. É uma sensação tão boa quando eu consigo fazer uns dias seguidos, mas aí eu vou lá e melo tudo de novo.
A verdade é que anda muito complicado ter constância. Não consigo explicar o porquê disso, mas é o que está rolando com quase tudo: exercícios, dieta, leitura e meditação. Coisas que sei que me fazem bem e que me deixam muito feliz por estar atingindo eu não mantenho por muito tempo e volto à estaca zero. Tá bem chato e cansativo também.

Hábitos ruins que eu gostaria de mudar

Acho que todo mundo tem coisas que gostaria de mudar, né? Comigo não é diferente, até porque nessa vontade de ter uma vida mais calma e mais significativa, mudar acaba sendo essencial.

Dia desses eu estava conversando com minha irmã sobre mudança e eu mesma falei algo que depois fiquei pensando que preciso praticar: só mudamos quando realmente acreditamos que precisamos mudar. Tá aí uma grande verdade, não é mesmo? Nesse coisa de querer mudar eu comecei a refletir no que eu gostaria de mexer na minha vida logo, agora! O que me incomoda e que eu posso começar a trabalhar sem precisar esperar mais nada, além da minha própria motivação. Continuar lendo

Gratidão e aceitação

787a1f25be36082640d74dc183e6144b
Link na imagem.

Logo que eu fiquei desempregada eu achava que teria que lidar com essa nova situação de uma forma diferente, afinal não queria me sentir mal e, muito menos, desanimada. O que eu busquei foi focar meus pensamentos em coisas boas. Eu já meditava nessa época e busquei no Headspace os pacotes focados em aceitação e gratidão. Foram 10 dias em cada tema e foi maravilhoso pensar neles de uma forma que eu não conseguiria sozinha. Continuar lendo

Meditar é preciso e possível!

335bc12528dfa2703f5849d092e16e21

Há anos eu leio o Vida Organizada. Na verdade foi lá que eu “me encontrei”.

Descobri como me organizar no trabalho, como lidar com e-mail, o minimalismo, a meditação, entre outras coisas.

Como uma pessoa inquieta, ansiosa e com mania de controle que sou, acabei percebendo que essas ótimas características andavam me deixando insatisfeita e superficial, como me descobri.

Continuar lendo