Dias 17, 18, 19 e 20 do projeto sem compras

Logo sem compras

Dia 14/08 tive que ir ao centro do Rio e comprei uns potinhos que eu queria para organizar meus temperos na cozinha. Pelo menos não foram roupas, sapatos ou acessórios 😉

Dia 15/08 não coloquei o nariz fora de casa. Eba!

Dia 16/08 fui à casa dos meus pais pra um almoço e me inscrevi em mais um cursinho on-line.

Dia 17/08 só saímos pra almoçar, e isso foi porque não tinha água no prédio. Afinal, gastar com almoço em plena segunda-feira não dá.

Depois de vinte dias posso concluir que está tranquilo não comprar roupas, sapatos e acessórios, mas não é fácil ficar sem gastar com nada. Qualquer saidinha de casa acaba levando uns reais do meu bolso. Como pode?!

Alternativas para enfrentar o desemprego

Alternativas-ao-desemprego-desacelera-camila
Link na imagem.

Neste post AQUI o Lucas Vieira me perguntou se eu já tinha escrito sobre formas de ganhar dinheiro nesse período de desemprego.

Eu assumo que não pensei em nada disso, afinal imaginei, que se acontecesse comigo, eu iria lidar como se fosse um período de “férias forçadas”. Até porque eu não me vejo fazendo outra coisa que não seja a engenharia.

Mas o comentário do Lucas me despertou curiosidade e comecei a pensar nisso. Tanto na minha situação quanto na situação das pessoas que eu conheço e que também estão passando por isso. Acabei pensando nas seguintes opções. Continuar lendo

Dias 14, 15 e 16 do projeto sem compras

Logo sem compras

Dia 11/08 saída pra um compromisso e, como vivo atrasada, não consegui nem olhar uma vitrine .

Dia 12/08 tomei um café da tarde na casa de umas amigas, sem lojas!

Dia 13/08 tive que ir ao shopping. Estávamos há anos vivendo com somente uma fonte para os MacBook’s, mas não dava mais porque o Cris trabalha com o micro dele. Tive que morrer nesse dinheiro 😦

Tá passando muito rápido!

Como o meu desemprego afetou a rotina do marido

alice perdida

Rotina é uma coisa bastante engraçada porque vivemos nela, mas nem percebermos. Quando ela muda, por qualquer motivo, é que fica mais claro o quanto ela era importante em nossas vidas.

Eu sempre procuro tirar 30 dias de férias, porque nessa vida de pular de projeto em projeto não é todo ano que rolam férias. Mas nunca fiquei mais tempo que isso em casa, muito menos depois de ter me casado.

Aí que a coisa “complica”, afinal muda tudo quando estamos mais tempo em casa. Continuar lendo