010 & 011

Por conta do mini procedimento do pé, eu não poderei fazer exercícios aeróbios até o meio de Junho, mas minha médica liberou a musculação e eu não tardei em voltar a malhar logo. Não dava pra deixar passar a empolgação, ainda mais depois de um longo inverno só pagando e não usando. Alguns dias eu irei cedinho e eu sou uma pessoa beeeeem lerda de manhã.

Por isso e por outros motivos, a rotina está muito louca e eu me enrolei esses dois dias 😦 Pra não deixar de registrar o que eu usei, acabei voltando às minhas origens e peguei prints das peças no stylebook mesmo. E tive que repetir peças por motivos de ter ido matar a saudade do namorado depois de 10 dias longe ❤ Continuar lendo

Alguns dos últimos livros lidos

Quem lembra que uma das minhas metas pra 2016 era conseguir ler pelo menos 12 livros? Li os 12 e alguns mais, mas não quero falar de todos não… Vamos falar dos que me marcaram mais, sendo que um deles eu acho que posso considerar o melhor livro que eu já li na minha vida.

Eu consegui aumentar meu volume de leitura com duas táticas: me obrigar a ler no metrô e ler um pouco antes de dormir. Claro que também fui aproveitando momentos aleatórios como um café ou uma fila, só a diferença veio mesmo com essas duas coisinhas. Fiquei impressionada como pequenas mudanças puderam fazer tamanha diferença!

Continuar lendo

008

Em alguns dos meus relacionamentos eu tendo a ser extremamente grudenta, tô tentando trabalhar isso, mas não é nada fácil mudar depois de 34 anos.  Já em outros, eu sou bem mais desapegada do grude e isso não significa que esse relacionamento seja menos importante. Muito pelo contrário! O principal exemplo é minha amizade com a Carla.

Somos parecidas, diferentes, amigas, distantes e próximas. Ela foi a primeira pessoa a saber da minha separação, por exemplo. É sempre a primeira a saber das minhas viagens e em grande parte do meu relacionamento de 15 anos com o ex, eu nunca sabia o que tinha falado com um ou com o outro. Aliás, ele cansava de falar “Você não me falou isso! Deve ter falado pra Carlinha.” porque sempre soube o quanto a nossa amizade é presente na minha vida.  Continuar lendo

E a mediação?

Eu já falei aqui do quanto meditar é importante mim, mas assumo que ando furando horrores o processo. Nesses meses de turbilhão eu larguei, voltei, larguei de novo, tentei com mais afinco e larguei mais uma vezinha. É uma sensação tão boa quando eu consigo fazer uns dias seguidos, mas aí eu vou lá e melo tudo de novo.
A verdade é que anda muito complicado ter constância. Não consigo explicar o porquê disso, mas é o que está rolando com quase tudo: exercícios, dieta, leitura e meditação. Coisas que sei que me fazem bem e que me deixam muito feliz por estar atingindo eu não mantenho por muito tempo e volto à estaca zero. Tá bem chato e cansativo também.

007

Quando realizei que iria voltar a morar na casa dos meus pais, a primeira coisa que passou pela minha cabeça foi: não tem espaço para minhas roupas e sapatos!

Aí lembrei que um dia quis ter menos coisas e que estive muito engajada nisso. Voltei pros meus textos e reflexões sobre minimalismo e ter pra onde voltar é muito reconfortante, mesmo que a gente tenha se perdido. Tanta coisa aconteceu que eu acabei deixando de lado aquelas faxinas que devem ser feitas de tempos em tempos no armário e o resultado foi bagunça, desorganização e eu usando as mesmas roupas em loop. Continuar lendo