Como o meu desemprego afetou a rotina do marido

alice perdida

Rotina é uma coisa bastante engraçada porque vivemos nela, mas nem percebermos. Quando ela muda, por qualquer motivo, é que fica mais claro o quanto ela era importante em nossas vidas.

Eu sempre procuro tirar 30 dias de férias, porque nessa vida de pular de projeto em projeto não é todo ano que rolam férias. Mas nunca fiquei mais tempo que isso em casa, muito menos depois de ter me casado.

Aí que a coisa “complica”, afinal muda tudo quando estamos mais tempo em casa.

O Cris não trabalha todos os dias, então ele sempre tem dias inteiros em casa, sozinho. Mas esse tempo em casa é pra trabalhar também, né?! Afinal professor não produz enquanto está na sala de aula. Eles precisam do tempo fora da sala para pensar em projetos, atividades e montar as aulas efetivamente. E além do trabalho, ele também tem o mestrado. E essa foi a pior parte porque ele está na reta final e tendo que trabalhar pesado em cima da dissertação.

Agora eu estou aqui “atrapalhando” a rotina dele.  E por mais que eu tenha minhas coisas pra fazer, eu nunca tive tanto tempo livre e acabo achando que ele também está.

Tivemos uns dias difíceis quando ele estava pra entregar a dissertação porque ele passou duas semanas como um zumbi, de nem olhar fora da tela do computador.

Deixa eu explicar! Eu sou grudenta! Gosto de conversar e ter os nossos momentinhos juntos. E ele é a pessoa mais focada que eu conheço, além de não ter muito senso de limite. Ele é capaz de trabalhar sem parar e nem vê a hora passando. Só para pra comer, mesmo. Daí veio o atrito!

Acredito que se eu estivesse trabalhando também, eu nem teria me importado tanto com a “ausência” dele. Até porque eu nem veria isso, afinal ao fim do dia ele já teria parado de trabalhar e eu chegaria cansada e menos atenta.

Mas estando em casa, tudo fica mais explícito, claro e potencializado, então acho que acabei tendo mais argumentos pra ficar reclamando.

Conversamos e resolvemos, como sempre, mas ficou claro pra mim o quanto a mudança na rotina de um pode influenciar na vida do outro quando estamos casados/vivendo juntos. E não tem jeito mesmo, temos que sentar e conversar pra que as coisas se resolvam da melhor forma possível.

Alguém já passou por algo parecido? Já tiveram a sua rotina modificada por causa de outra pessoa? Ou perceberam que estavam “atrapalhando” a rotina de alguém?

7 comentários sobre “Como o meu desemprego afetou a rotina do marido

  1. Camila, olha eu aqui novamente! Rsrsrsrsr!

    Sei perfeitamente pelo que está passando. Mas, se me permite, posso compartilhar um outro olhar sobre a situação? Aqui em casa é bem parecido, mas quem tem o perfil de seu marido (especialmente no que se refere a trabalhar “sem limites”) sou eu. Meu marido é uma pessoa gregária e que adora conversar, e, quando passei a trabalhar em casa, ele quis aproveitar esse tempo que, na verdade, nunca tivemos. Precisamos conversar bastante para ajustar as expectativas que tínhamos de cada um, e essa é uma etapa realmente importante, como você bem destacou. Se não houvesse conversado com ele, dificilmente teria reparado que frequentemente sou “engolida” pelo trabalho, de maneira que eu posso parecer até mesmo distante. E, poxa, não tem companhia que eu mais aprecie do que a do meu marido. Desde então, tenho me policiado mais e estabelecido alguns acordos (quando trabalho durante o fim de semana, procuro ficar livre na próxima quinta à tarde, quando ele tem folga, para podermos fazer algo juntos).

    Então, o que posso te dizer é: não fique tão chateada por ter interrompido seu marido. No momento, ele está sobrecarregado, mas para ele é importante também saber como você se sente em relação a isso. Às vezes, a conversa de vocês pode até ajudá-lo a ficar mais tranquilo em relação às várias responsabilidades que ele tem, como aconteceu comigo.

    Um abraço do lado de cá do monitor,
    Isa.

    Curtir

    1. Que linda, Isa!
      Obrigada por mostrar o outro lado!!!
      A ideia pra esse post foi dele, esqueci de contar isso hehe
      Te entendo perfeitamente, porque ele mesmo já me falou essas coisas.
      No fim das contas sempre agradece por eu insistir em mostrar a ele que, naquele momento, ele pode estar exagerando.
      Casamento é isso mesmo, né? Por mais tempo que a gente esteja juntos, sempre há ajustes a serem feitos e isso tem que ser a dois. Não tem jeito!
      Apareça sempre que quiser, até porque seus comentários são ótimos 🙂

      Curtir

      1. Ô, Camila… Você nos deixa tão à vontade nesse seu espaço que a gente tem vontade de compartilhar ideias mesmo! Apesar de você ter “autorizado” no texto a troca de ideias sobre o assunto, tive receio de parecer enxerida, sabe? Algumas coisas são bastante pessoais, e casamento não tem fórmula certa, não é? A gente faz o melhor possível, com amor, mas sem muita ciência. Quis apenas tranquilizá-la quanto aos seus sentimentos, porque, como alguém que viveu algo parecido, sei como esses ajustes foram importantes para que eu percebesse o ponto de vista do marido. E, no fim, é como você falou: a gente sabe que a pessoa nos ama e quer o nosso melhor. Isso faz com que repensemos nossas atitudes, não é? Penso que o fato de seu marido ter te agradecido mostre bem isso. :o)

        Um abraço!

        Curtido por 1 pessoa

      2. Obrigada mais uma vez Isa, tô aqui aprendendo a ser “blogueira” hehe
        Tá autorizada, sempre!
        Todo dia é um aprendizado na vida a dois. E é tão bom hehe
        Deixe sempre suas opiniões, afinal no blog ou no casamento, tem que ter conversa e troca 😉
        Bjo

        Curtir

  2. Também passo por isso. Depois de muito tempo, cá estou eu, em casa, apenas (porém, estudando para concursos). Meu noivorido é muito paciente, mas sempre peço para que ele perdoe meus “chiliques” motivados pela carência e insegurança pelo fato de estar na condição de “dona de casa”.
    Muita força pra ti, e, não se esqueça, tudo passa!
    Abraços. :*

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s